Cerimónia de assinatura do contrato de empreitada
       
Publicada a 14 de agosto de 2018 às 11:1h

Decorreu no passado dia 8 de agosto, na sala de reuniões da Junta de Freguesia de Vilarinho, a cerimónia de assinatura do contrato de empreitada para a conclusão da construção do Novo Centro Social – Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário.

 

 

Na cerimónia marcaram presença Colaboradoras da Instituição, Associados, representantes do Município da Lousã, da Junta de Freguesia, dos Bombeiros Municipais, da Misericórdia e Órgãos Sociais.

 

Foi uma breve e singela cerimónia onde usaram da palavra além do presidente da Instituição Rogério Martins, alguns dos representantes das Entidades Convidadas.

 

Foi adjudicado e assinado o contrato de empreitada com a empresa ALVAPE - Construção e Obras Públicas, Lda, pelo valor global de 1.097.129,15 €.

 

O prazo de execução da empreitada é de dezoito meses a contar do auto de consignação dos trabalhos ou da data em que seja comunicado ao adjudicatário a aprovação do plano de segurança e saúde.

 

Com a assinatura do presente contrato de empreitada pretende-se concluir a construção de raiz do Centro Social para dar resposta às suas diversas valências já existentes no âmbito do apoio social que presta em todo o concelho da Lousã e muito principalmente a criação de uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosos (ERPI), com a capacidade para 39 residentes, Centro de Dia para 40 Utentes e Serviço de Apoio Domiciliário para 60 Utentes.

 

A população alvo do novo Equipamento Social de ERPI (Estrutura Residencial para Pessoas Idosas), ou seja, a população da faixa etária com 65 anos ou mais no concelho da Lousã cifra-se em mais de 17% da população total. Sendo que a média nacional se encontra nos 21,4%.

 

A taxa de cobertura das respostas sociais de apoio às Pessoas Idosas (centros de dia, lares de idosos e serviços de apoio domiciliário) cifra-se, em média, a nível nacional, em 12,9%, na Região Centro em 16% e mais concretamente na Lousã essa taxa cifra-se em 13,81, sendo que, ligeiramente acima da média nacional.

 

Concretamente à resposta social de Lar (atualmente, ERPI) a taxa de cobertura média a nível nacional encontra-se nos 7,7%, enquanto no concelho da Lousã (Misericórdia, 80 camas) essa taxa é somente de 2,53%, sendo de 3,48%, se incluirmos a Casa de Acolhimento Sra. da Piedade (+40 camas), valor este manifestamente inferior à média nacional.

 

No que diz respeito às respostas de apoio à população idosa, perspetiva-se um prosseguimento do crescimento da taxa de cobertura destes equipamentos e serviços nos próximos anos, considerando a capacidade atualmente ainda em construção.

 

No entanto, o aumento persistente no topo da pirâmide etária da população portuguesa nas próximas décadas permite antever um decréscimo na cobertura de respostas sociais dirigidas à terceira idade.

 

Estes dados evidenciam o carácter prioritário do desenvolvimento desta resposta social no concelho como forma de resposta às necessidades da sua população, principalmente a mais desprotegida e fragilizada. Dada a falta de cobertura e as carências locais prevê-se a total lotação do equipamento.

 

A Direção com total sentido de responsabilidade e pautando sempre a gestão da Instituição e a conduta dos seus atos por uma total transparência, abaixo, em ficheiro PDF, disponibiliza cópia do contrato celebrado, para assim ser consultado por todos os interessados, nomeadamente os seus associados, amigos e beneméritos.

 

AQUI poderá ver mais fotografias da cerimónia.


A Direção
Previsão metereológica
Parceiros & Apoios

A "ADIC - Associação de Defesa do Idoso e da Criança de Vilarinho, Lousã" agradece a todas as entidades e organizações que reconhecem e apoiam a sua actividade.
letterbee