Está aqui: Skip Navigation LinksInício / ADIC+ / Notícias / ADIC Notícias
ADIC Notícias 138 Notícias publicadas
       
Publicada a 04 de dezembro de 2018 às 22:48h
Decorreu no passado dia 30 de novembro, pelas 21 horas, no Centro de Dia, com a presença de trinta associados a assembleia geral ordinária da associação. … novo Centro Social, a obra arrancou em outubro de 2018 e avançará por todo o ano de 2019, perspetivando-se que esteja concluída em abril/maio de 2020. *Quanto ao 1º ponto da ordem de trabalhosApreciar e votar o orçamento e programa de ação para o ano de 2018, bem assim como o parecer do Conselho Fiscal – cfr. art. 32º alínea e) dos Estatutos.Usou da palavra o presidente da Direção Rogério Martins que de uma forma resumida apresentou aos associados o programa de ação para 2019 e teceu alguma considerações sobre o mesmo, designadamente:Que o Programa de Ação da ADIC é um documento de gestão estratégica, que especifica o rumo de ação da instituição, com vista ao cumprimento da sua missão, tendo por base o seu percurso histórico e as suas potencialidades/recursos financeiros.Com o nosso exemplo, pretende-se ajudar a economia social da nossa Região a desenvolver-se e a assumir novos desafios em ordem a torná-la cada vez mais incontornável na nossa vida coletiva. Pretende-se que a ADIC Vilarinho mantenha a sua atenção para com as necessidades das pessoas, numa dinâmica de proximidade e de trabalho em rede com entidades públicas e privadas, favorecendo desta forma o desenvolvimento da comunidade de uma forma integrada e completa.Neste contexto, e indo de encontro aos princípios, valores e objetivos que definem o projeto da ADIC, o grande e primordial objetivo estratégico da ADIC é concluir o novo Centro Social e assegurar a sustentabilidade económica, financeira, ambiental e organizacional de toda a Instituição.Além deste enorme desígnio a Direção pretende manter todas as suas atuais respostas sociais em pleno funcionamento, dentro das conhecidas limitações físicas dos equipamentos existentes.Rogério Martins abordou ainda cada uma das respostas sociais, tendo elencado o que se propõe para o próximo ano, acrescentou ainda que a ADIC vai continuar a cumprir com o protocolado com a Segurança Social, a nível dos acordos, e, vai sempre, tudo fazer para continuar a honrar todos os seus compromissos sejam eles de que natureza forem, designadamente os financeiros.Relativamente ao novo Centro Social, a obra arrancou em outubro de 2018 e avançará por todo o ano de 2019, perspetivando-se que esteja concluída em abril/maio de 2020, por isso vamos estar fortemente empenhados em que tudo corra dentro do planeado e projetado.Finalmente, disse que sem o apoio de todos em geral e em particular dos Baldios de Vilarinho a ADIC nunca teria chegado onde se encontra e, acima de tudo não teria projetado o futuro com esperança e com um fortíssimo investimento como este que se está a realizar no presente. Que a Direção da ADIC vai continuar atenta e vigilante ao desenrolar dos problemas sociais que nos envolvem e não hesitará em reforçar as medidas que agora prevemos ou recorrer a outras, caso a situação assim o recomende.Seguidamente usou da palavra o tesoureiro Paulo Costa, que muito sinteticamente apresentou o orçamento aos associados, destacando: Total dos Rendimentos Previsionais - 412.300,00 €; Total dos Gastos Previsionais - 409.798,34 €; Resultado Líquido Previsional - 2.501,66 €.Referiu ainda que se prevê um Investimento para 2019 (… % do valor estimado para a conclusão da construção da nova sede), no valor de 600.000,00 €.Esclareceu ainda todos os associados que o Protocolo com os Baldios de Vilarinho está a ser devidamente cumprido por ambas as partes. O CD dos Baldios de Vilarinho já transferiu o subsídio referente aos anos de 2017 e 2018 (30.000 € + 30.000 €) e que a ADIC espera e conta com o subsídio para o ano de 2019.Que a ADIC está a registar e a cumprir com todas as normas contabilísticas desses valores. A totalidade dos subsídios está reconhecida na conta 5931 – C. D. Baldios dos Lugares da Extinta Freguesia de Vilarinho – 450.000 € (ver contas do exercício de 2017). Como o subsídio anual atribuído à ADIC pelos Baldios tem um destino específico, que é a construção do novo Centro Social, os ganhos, as receitas desses valores (30.000 € x 15 anos) só poderão ser reconhecidos nas contas e nos orçamentos quando o edifício começar a ser amortizado, quando o edifício estiver em funcionamento.*Lido que foi aos associados o parecer favorável do Conselho Fiscal, pela mesa foram os documentos colocados à consideração e votação, tendo o programa de ação e orçamento para 2019 sido votado favoravelmente, por unanimidade. *Passou-se ao ponto nº 2 da ordem de trabalhos:Informar do ponto de situação relativamente a todo o processo de financiamento e de construção do Novo Centro Social de Vilarinho.A Direção deu aos associados todos os esclarecimentos disponíveis. Respondeu ainda a todas as solicitações e dúvidas. *Seguidamente discutiu-se o ponto nº 3 da ordem de trabalhos:Deliberar e aprovar os regulamentos internos, designadamente o Eleitoral e Disciplinar – cfr. Art.º 32º, n.º 1, alínea K, dos Estatutos.Pela Direção foram apresentadas projetos de Regulamentos internos, designadamente Eleitoral e Disciplinar.Com a publicação do Decreto-Lei nº. 172-A/2014, de 14 de novembro, e da Lei nº. 76/2015, de 28 de Julho, que alteraram a redação do Decreto-Lei n.º 119/83, de 25 de fevereiro, regulador dos Estatutos das IPSS, foi preciso ajustar os Estatutos em conformidade, e, em consequência, elaborar também os Regulamentos Eleitoral e Disciplinar.Assim, perante a importância e a natureza específica da matéria tratada de forma genérica nos Estatutos, os Regulamentos passarão a constituir instrumentos complementares da organização e dos procedimentos a observar.Após análise e discussão, os Regulamentos – Eleitoral e Disciplinar – foram colocados à votação e foram aprovados por unanimidade dos associados. AQUI poderá visualizar as fotos da assembleia. A Direção


Publicada a 27 de novembro de 2018 às 15:03h
Ensinar a separar e dar a conhecer as vantagens da reciclagem, são os objetivos destas acções de sensibilização numa iniciativa promovida pela ERSUC. Gratos por esta iniciativa!!! Os amigos do ambiente


Publicada a 18 de novembro de 2018 às 18:14h
Vai ter lugar no próximo dia 30 de novembro de 2018, pelas 20:00 horas, no Centro de Dia de Vilarinho, a assembleia-geral ordinária da ADIC, com a seguinte ordem de trabalhos: 1 – Apreciar e votar o orçamento e programa de ação para o ano de 2019, bem assim como o parecer do Conselho Fiscal – cfr. art. 32º alínea e) dos Estatutos. 2 – Informar do ponto de situação relativamente a todo o processo de financiamento e de construção do Novo Centro Social de Vilarinho. 3 – Deliberar e aprovar os regulamentos internos, designadamente o Eleitoral e Disciplinar – cfr. Art.º 32º, n.º 1, alínea K, dos Estatutos. 4 – Outros assuntos de interesse para a Associação. Se, à hora acima indicada, não estiverem presentes mais de metade dos associados com direito a voto, nos termos do art.º 35º, nº 6 dos Estatutos, a Assembleia reunirá uma hora depois, com qualquer número de sócios presentes. Oportunamente, serão aqui disponibilizados - adic.pt - mais documentos que irão ser submetidos a apreciação e a votação dos associados. Abaixo poderá consultar: - Convocatória - Programa de Ação e Orçamento para 2018 A Direção


Publicada a 04 de novembro de 2018 às 16:17h
Toda a área envolvente do Outeiro, em Vilarinho se encontra com aspeto de obras em curso. O reinicio das obras no Centro Social e as melhorias do jardim são uma realidade. A ADIC tudo tem feito para que o FUTURO seja mais risonho para os nossos Utentes. A Direção


Publicada a 21 de outubro de 2018 às 18:45h
Tiveram reinício, no passado dia 15 de outubro de 2018, as obras no Outeiro, Vilarinho. A primeira fase de construção da obra «estrutura e telhado», iniciou-se em janeiro de 2009 e foi dada por concluída em novembro do mesmo ano. Assim, o investimento global no que já se encontra construído ascende a um valor a rondar os € 500.000,00 (meio milhão de euros). Estas obras - 2ª fase -, é o culminar de um demorado e penoso processo, tendo sempre como principal objetivo a conclusão da construção de raiz do Centro Social para dar resposta às suas diversas valências já existentes no âmbito do apoio social que presta em todo o concelho da Lousã e muito principalmente a criação de uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosos (ERPI), com a capacidade para 39 residentes, Centro de Dia para 40 Utentes e Serviço de Apoio Domiciliário para 60 Utentes. A empreitada é da responsabilidade da empresa ALVAPE - Construção e Obras Públicas, Lda, e tem o valor global de 1.097.129,15 €, sendo o prazo previsto de execução de 18 (dezoito) meses. Prevendo-se, não havendo nenhum contratempo até lá, que para abril de 2020, o Centro Social da ADIC seja uma realidade. O novo Centro Social representará uma enormíssima mais-valia social para todos aqueles que já necessitam ou porventura venham a necessitar de apoio, designadamente na vertente de equipamento residencial para idosos, uma vez que, atualmente, são obrigados a procurar fora e longe da sua terra o apoio para as suas necessidades, carências e problemas. A Direção


Publicada a 21 de outubro de 2018 às 18:13h
"Eco-Escolas é um programa internacional da “Foundation for Environmental Education”, desenvolvido em Portugal desde 1996 pela ABAE. Pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade. O programa é coordenado a nível internacional, nacional, regional e de escola." Temos como parceiros para desenvolver este projeto a Câmara Municipal da Lousã, a União de Freguesia da Lousã e Vilarinho, os Baldios de Vilarinho, e o Trevim, assim como toda a comunidade escolar, pais e crianças. No final de cada ano letivo se concretizar-mos o plano de ação, realizar-mos atividades no âmbito dos temas-base (água, resíduos e energia) e de pelo menos um dos temas do ano (agricultura biológica, mar, mobilidade sustentável, alimentação saudável e sustentável, Floresta), receberemos a Bandeira Verde. Obrigada a todos os que contribuíram para um ambiente mais sustentável.


Publicada a 09 de outubro de 2018 às 13:26h
Começámos o novo ano letivo com janelas novas no Jardim de Infância. De facto, as janelas que existiam eram em madeira, ainda da altura da antiga escola primária, e estavam já extremamente degradadas, deixando entrar frio e chuva. Esta substituição por janelas de alumínio, só foi possível no âmbito do projeto Eco-escolas, no qual o nosso jardim participa há 4 anos, e concretizada com o fundamental apoio da União de Freguesias de Lousã e Vilarinho, à qual, na pessoa do seu presidente Antonio Marçal, enviamos um enorme agradecimento.


Publicada a 24 de setembro de 2018 às 14:17h
No passado dia 10 de setembro, pelas 09h00m, no Cartório Notarial de Vila Nova de Poiares, perante a notária Dra. Maria João Teixeira da Encarnação, teve lugar a assinatura da escritura de mútuo com hipoteca, entre a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo Beira Centro C.R.L e a ADIC - Associação de Defesa do Idoso e da Criança de Vilarinho, Lousã. Pela referida escritura, a Caixa Agrícola (CA), concede à ADIC Vilarinho um empréstimo do montante de 1.000.000,00 € (um milhão de euros), pelo prazo de cento e oitenta meses, a contar da data da assinatura e nas condições estabelecidas no documento complementar e anexo e que faz parte integrante da escritura. Pela presente escritura a ADIC constitui hipoteca a favor da Caixa Agrícola, sobre o imóvel de que é titular, situado no Outeiro, Vilarinho. A referida escritura encontra-se devidamente registada no Cartório Notarial de Vila Nova de Poiares, exarada de folhas cento e dezasseis a folhas cento e dezoito verso do livro de notas para escrituras diversas número setenta e dois e respetivo documento complementar. Sempre primando pela total transparência dos seus atos, abaixo pode consultar a Certidão de Escritura. A Direção


Publicada a 01 de setembro de 2018 às 15:31h
Desde o início do mês de agosto que a ADIC conta com a presença diária de uma Fisioterapeuta e de uma Professora de Educação Física, que acompanham os nossos idosos de Centro de Dia e de Serviço de Apoio Domiciliário. Esta reabilitação, inserida no âmbito do Projeto AGA@4Life, do qual a nossa instituição é parceira, está ainda relacionada com a 2ª fase deste programa (Intervenção), agora na área da mobilidade. Esta tipologia de intervenção, com a durabilidade de aproximadamente 16 semanas, tem como objetivo principal a diminuição do risco de quedas, sendo que este é muito elevado nesta faixa etária dos séniores, e, por sua vez a prevenção do risco de fraturas. Incentivar os idosos à mobilidade, ao humor e à interação social é essencial para a sua estabilidade. Com técnicas relativamente simples, focadas nas capacidades de força e de equilíbrio, é possível aumentar a qualidade de vida e promover o envelhecimento ativo.


Publicada a 14 de agosto de 2018 às 11:01h
Decorreu no passado dia 8 de agosto, na sala de reuniões da Junta de Freguesia de Vilarinho, a cerimónia de assinatura do contrato de empreitada para a conclusão da construção do Novo Centro Social – Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário. Na cerimónia marcaram presença Colaboradoras da Instituição, Associados, representantes do Município da Lousã, da Junta de Freguesia, dos Bombeiros Municipais, da Misericórdia e Órgãos Sociais. Foi uma breve e singela cerimónia onde usaram da palavra além do presidente da Instituição Rogério Martins, alguns dos representantes das Entidades Convidadas. Foi adjudicado e assinado o contrato de empreitada com a empresa ALVAPE - Construção e Obras Públicas, Lda, pelo valor global de 1.097.129,15 €. O prazo de execução da empreitada é de dezoito meses a contar do auto de consignação dos trabalhos ou da data em que seja comunicado ao adjudicatário a aprovação do plano de segurança e saúde. Com a assinatura do presente contrato de empreitada pretende-se concluir a construção de raiz do Centro Social para dar resposta às suas diversas valências já existentes no âmbito do apoio social que presta em todo o concelho da Lousã e muito principalmente a criação de uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosos (ERPI), com a capacidade para 39 residentes, Centro de Dia para 40 Utentes e Serviço de Apoio Domiciliário para 60 Utentes. A população alvo do novo Equipamento Social de ERPI (Estrutura Residencial para Pessoas Idosas), ou seja, a população da faixa etária com 65 anos ou mais no concelho da Lousã cifra-se em mais de 17% da população total. Sendo que a média nacional se encontra nos 21,4%. A taxa de cobertura das respostas sociais de apoio às Pessoas Idosas (centros de dia, lares de idosos e serviços de apoio domiciliário) cifra-se, em média, a nível nacional, em 12,9%, na Região Centro em 16% e mais concretamente na Lousã essa taxa cifra-se em 13,81, sendo que, ligeiramente acima da média nacional. Concretamente à resposta social de Lar (atualmente, ERPI) a taxa de cobertura média a nível nacional encontra-se nos 7,7%, enquanto no concelho da Lousã (Misericórdia, 80 camas) essa taxa é somente de 2,53%, sendo de 3,48%, se incluirmos a Casa de Acolhimento Sra. da Piedade (+40 camas), valor este manifestamente inferior à média nacional. No que diz respeito às respostas de apoio à população idosa, perspetiva-se um prosseguimento do crescimento da taxa de cobertura destes equipamentos e serviços nos próximos anos, considerando a capacidade atualmente ainda em construção. No entanto, o aumento persistente no topo da pirâmide etária da população portuguesa nas próximas décadas permite antever um decréscimo na cobertura de respostas sociais dirigidas à terceira idade. Estes dados evidenciam o carácter prioritário do desenvolvimento desta resposta social no concelho como forma de resposta às necessidades da sua população, principalmente a mais desprotegida e fragilizada. Dada a falta de cobertura e as carências locais prevê-se a total lotação do equipamento. A Direção com total sentido de responsabilidade e pautando sempre a gestão da Instituição e a conduta dos seus atos por uma total transparência, abaixo, em ficheiro PDF, disponibiliza cópia do contrato celebrado, para assim ser consultado por todos os interessados, nomeadamente os seus associados, amigos e beneméritos. AQUI poderá ver mais fotografias da cerimónia. A Direção


Previsão metereológica
Parceiros & Apoios

A "ADIC - Associação de Defesa do Idoso e da Criança de Vilarinho, Lousã" agradece a todas as entidades e organizações que reconhecem e apoiam a sua actividade.
Morada
ADIC - Associação de Defesa do Idoso e da Criança de Vilarinho, Lousã
Rua Senhora das Preces, nº 4, Vilarinho
3200-407 Lousã

Coordenadas GPS
Centro de Dia
Lat. 40° 7'27.90"N
Long. -8°12'53.86"W
Jardim-de-infância
Lat. 40° 7'30.60"N
Long. -8°12'57.92"W
Centro Social
Lat. 40° 7'31.58"N
Long. -8°12'56.10"W
letterbee