Está aqui: Skip Navigation LinksInício / Atividades / Solidariedade / Voluntariado
Voluntariado
       
O termo voluntariado é cada vez mais utilizado na nossa sociedade sem que esta utilização seja acompanhada de uma clara delimitação do seu significado.

De acordo com a legislação vigente «voluntários» "são os indivíduos que livremente se comprometem a desenvolver ações de voluntariado, com responsabilidade e desinteressadamente, no âmbito de uma organização promotora e de acordo com aptidões próprias" e voluntariado como “o conjunto de ações, de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas, no âmbito de projetos, programas e outras formas de intervenção ao serviço dos indivíduos, das famílias e da comunidade, desenvolvidos sem fins lucrativos por entidades públicas ou privadas".

Não são consideradas atuações voluntárias ainda que, desinteressadas, todas aquelas que tenham um carácter isolado e esporádico ou sejam determinadas por razões familiares, de amizade e de boa vizinhança.

A Assembleia Geral das Nações Unidas, através da sua resolução 52/17 de 20 de Novembro de 1997, proclamou o ano de 2001 como Ano Internacional dos Voluntários contribuindo, assim, para concentrar a atenção da comunidade internacional sobre o envolvimento no voluntariado que, de uma forma ou de outra, existe na maior parte das sociedades.

No mesmo ano foi declarado o dia 5 de Dezembro com o Dia Internacional do Voluntariado.

Em Portugal existem perto 1,5 milhões de pessoas que realizam algum tipo de voluntariado. Podemos considerar vários tipos de voluntariado.

Em relação á organização podemos dividir em:
  • Voluntariado de execução, que é o voluntariado em que o voluntário presta o seu serviço em contacto direto com as pessoas que beneficiam desse voluntariado.
  • Voluntariado de coordenação/direção, é aquele em que os voluntários assumem funções de administração e gestão das ações ou instituições de voluntariado.
  • Voluntariado de comunicação é aquele em que o trabalho do voluntário consiste em comunicar com os stakeholders (partes interessadas) que participam no projeto. Ex. envio de emails, press release e cartas, atualização do site ou das newsletter, angariação de apoios e financiamentos, etc.

Em relação aos objetivos, podemos classificar em:
  • Voluntariado social, cultural, politico, desportivo, ambiental, de cidadania ou empresarial (Um programa de voluntariado empresarial é o apoio formal e organizado de uma empresa a empregados e aposentados que desejam servir voluntariamente uma comunidade com seu tempo e habilidades).

Em relação ao local, podemos separar em:
  • Voluntariado nacional ou internacional ou interno (no seio da instituição a que se pertence) ou externo (para outra instituição).

Em relação ao tempo, podemos dividir em:
  • Pontual ou regular, a tempo inteiro ou parcial.

Em relação á forma, o voluntariado pode ser:
  • Informal ou formal.

São direitos do voluntário:
  • Acordar com a organização promotora um programa de voluntariado, que regule os termos e condições do trabalho que vai realizar;
  • Ter acesso a programas de formação inicial e contínua;
  • Obter declaração que certifique o trabalho desenvolvido como voluntário;
  • Desenvolver um trabalho de acordo com os seus conhecimentos, experiências e motivações;
  • Receber apoio no desempenho do seu trabalho com acompanhamento e avaliação técnica;
  • Ter ambiente de trabalho favorável e em condições de higiene e segurança;
  • Participação das decisões que dizem respeito ao seu trabalho;
  • Ter um seguro de acidentes pessoais e um cartão de identificação;
  • Ser ressarcido de despesas que tenha tido na realização das suas ações de voluntario;
  • Faltar ao trabalho para realizar tarefas urgentes e inadiáveis no âmbito do seu estatuto de voluntário.

É curioso observar como a maioria dos dirigentes das IPSS, sendo voluntários, não usufruem dos seus direitos, como terem um seguro pago pela instituição, poderem ter despensa das suas atividades profissionais e receberem ajudas de custo.

A Instituição pretende difundir, promover e dinamizar o conceito de «Voluntariado». Pretende que os cidadãos tenham a oportunidade de participar em atividades sociais/comunitárias e projetos, promovendo ao mesmo tempo a cidadania e a consciência coletiva dos problemas sociais mais importantes.

A ADIC pretende promover cada vez mais relações de voluntariado com os cidadãos, enquadrando-os à medida das suas competências e necessidades da Instituição, através da assinatura de acordo de voluntariado específico.
Previsão metereológica
Parceiros & Apoios

A "ADIC - Associação de Defesa do Idoso e da Criança de Vilarinho, Lousã" agradece a todas as entidades e organizações que reconhecem e apoiam a sua actividade.
letterbee