Assembleia geral | março 2018
       
Publicada a 29 de março de 2018 às 17:58h
2017 um ano repleto de trabalho Solidário, 2018 as obras para conclusão do Novo Centro Social serão uma realidade.
 
Teve lugar no passado dia 23 de março a assembleia geral ordinária da ADIC que contou com a presença de 32 associados.

Fica aqui descrita uma breve resenha dos trabalhos, bem assim como os documentos aprovados.
 
Relativamente ao primeiro ponto da ordem de trabalhos:
 
Após ter sido dada a palavra pelo presidente da Assembleia geral Dr. Alcides Martins, o presidente da Direção Rogério Martins apresentou aos associados de uma forma muito resumida os principais pontos constantes do relatório de atividades onde destacou:
Com o protocolo assinado a Direção da ADIC começou a diligenciar pela elaboração de um Estudo Económico-financeiro, a fim de ser apresentado em diversas Instituições Bancárias, com o objetivo de solicitar propostas de financiamento (empréstimo hipotecário) necessário para a conclusão das obras, dando também como garantia o valor protocolado acima referido.
 
Várias foram as entidades bancárias contactadas ao longo do ano de 2017, mas somente obtivemos uma resposta concreta, uma resposta por escrito e favorável, que foi a do Crédito Agrícola. Sendo certo que, o Banco com que a ADIC trabalha, Banco BPI ainda não deu por encerradas as negociações; as solicitações de diversa documentação tem sido uma constante, aguardamos uma resposta definitiva da entidade bancária.

Toda a documentação necessária ao lançamento do concurso público foi ao longo do segundo semestre de 2017 ultimado. O caderno de encargos foi apresentado à Direção e devidamente aprovado. O Júri do concurso foi escolhido e nomeado. Nesta fase a ADIC contou com toda a colaboração e disponibilidade do Município da Lousã e apoio do associado António Carvalho.
 
Uma vez que existiu a necessidade de “retocar” alguns pormenores do projeto de arquitetura, a Direção decidiu submeter, em outubro, tais alterações à apreciação da Segurança Social. O parecer da Segurança Social, até 31/12/2017 não tinha chegado à ADIC e, já decorria o mês de janeiro de 2018 quando, finalmente, o visto favorável foi rececionado, contemplando:
 
ERPI - 39 residentes
Centro de Dia - 40 Utentes
Serviço de Apoio Domiciliário - 60 Utentes
 
Encontrando-se aprovados pela Direção, por unanimidade, os documentos do projeto, as peças do procedimento, programa do concurso, caderno de encargos e nomeação de júri, foi ainda necessário registar a ADIC na INCM a fim de, oportunamente, ser publicado o anúncio de abertura do concurso público no Diário da República (DR).
 
Tudo o que era necessário tratar (documentação e burocracia) está tratado, pelo que o concurso será uma realidade talvez no primeiro trimestre de 2018, pelo valor do procedimento de 950.000,00 €, e é de crer, caso tudo corra normalmente que a empreitada para conclusão das obras do novo Centro Social de Vilarinho seja entregue à empresa vencedora no decurso dos próximos meses. 
 
Rogério Martins destacou ainda toda a atividade no âmbito do apoio social da ADIC, especialmente no que se refere às suas respostas sociais para crianças e para os seniores.
 
Finalizando, referiu ainda que ao longo do ano muitas foram as situações que nos transtornaram, mas acreditamos que soubemos dar a cara, e mais importante ainda, dar a volta à situação com as alternativas que tínhamos ao nosso alcance (sempre legais e/ou de circunstâncias …). 
Referiu ainda, que muitas decisões foram tomadas e muitas outras adiadas por situações alheias à nossa vontade, aguardando por uma oportunidade que vá de encontro com os nossos objetivos e missão social. Esperamos, num futuro próximo dar respostas a todas as decisões que foram adiadas e ainda se encontram pendentes ... 

Lançamos ainda, o desafio aos associados, para serem mais intervenientes ao longo do ano, aportando sugestões e ideias, que possam ser trabalhadas em comum acordo e nos permitam gerar mais-valias para os nossos utentes. 
 
Vamos trabalhar em conjunto, unidos e de forma transparente, colocando de parte interesses não comuns, pois só assim conseguimos alcançar o sucesso institucional e o bem-estar para todos os nossos Utentes e demais colaboradoras.
 
A terminar, a sua intervenção agradeceu em nome da Direção da ADIC a todos aqueles cujo empenhamento e dedicação muito contribuiu para o cumprimento da atividade retratada, sendo o tributo do nosso agradecimento em especial para as nossas Funcionárias, Colaboradores Voluntários, Parceiros e Amigos da Associação.
 *
Seguidamente pelo tesoureiro Paulo Costa, foram apresentadas as contas referentes ao exercício de 2017, que resumiu:

Total dos rendimentos - 412.788,19 €
Total dos gastos - 405.388,62 € €
Resultado líquido do exercício - 7.399,57.  €
 
Neste ponto, o tesoureiro deu ainda algumas explicações mais detalhadas sobre as rubricas mais importantes.

Pelo tesoureiro foi ainda dada uma explicação sobre o protocolo com os Baldios, sendo que, no ano de 2017 já foi transferido para a ADIC o valor de 30.000,00 €, valor este registado contabilisticamente como subsídio ao investimento, não sendo assim contabilizado como ganho do exercício.
 
O documento foi votado e aprovado por maioria 
 
Ponto 2
Neste ponto pelo presidente Rogério Martins foi informado que o Concurso Público para a conclusão das obras do novo Centro Social já se encontra a decorrer, tendo sido publicado o competente anúncio no Diário da República no passado dia 16 de março.
No que se refere ao financiamento da obra o tesoureiro informou ainda que a ADIC tem uma resposta favorável de uma Instituição Bancária – Crédito Agrícola – e que existe documentação escrita dessa aceitação. Mais informou que ainda decorrem negociações preliminares com os Bancos BPI e Montepio. Findas estas negociações preliminares, a Direção da ADIC decidirá e passará a negociar formalmente com a Instituição bancária que irá financiar o equipamento social.
Este ponto foi meramente informativo
 
Ponto 3
Pelo presidente da Assembleia geral Dr. Alcides foi informado ter recebido uma carta de um associado, na qual eram abordados vários assuntos referentes ao Jardim de Infância. Essa mesma carta foi lida na integra pela Mesa aos associados presentes.
Na sequência de tal missiva, a Direção entendeu por bem dar as explicações e esclarecimentos tidos por convenientes e oportunos para a ocasião, tendo para o efeito sido o vice-presidente da Direção João Melo que usou da palavra.
Este ponto foi meramente informativo


Abaixo, consulte todos os documentos. 

AQUI pode folhear e ler o Relatório e Contas
 
Previsão metereológica
Parceiros & Apoios

A "ADIC - Associação de Defesa do Idoso e da Criança de Vilarinho, Lousã" agradece a todas as entidades e organizações que reconhecem e apoiam a sua actividade.
letterbee